Pneu Best

4 Coisas importantes que você precisa saber sobre cadeirinha infantil para carro

Dicas cadeirinha infantil

A chegada do bebê na família também representa o surgimento de um novo equipamento no carro: a cadeirinha infantil.

Conforme explica o Inmetro, a cadeira infantil é um dispositivo de retenção. Ou seja, é o equipamento que objetiva transportar as crianças de forma correta em automóveis, permitindo uma retenção segura em caso de acidente ou freada brusca.

Já no transporte da maternidade para casa ela se faz necessária, transformando-se no principal item de segurança que vai acompanhar os passeios da criança, até os 7 anos e meio.

1 Cadeirinha infantil: por que ela deve ser utilizada?

Dados do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) revelam que, no Brasil, os acidentes de trânsito são a principal causa de morte na faixa etária de 01 a 14 anos.

Quando instalada e utilizada corretamente, a cadeirinha infantil é capaz de reduzir os riscos de morte deste público em 71% e a necessidade de hospitalização em 69%.

Por si só, os números justificam a importância de utilizar o equipamento, já que mesmo batidas leves podem ter um impacto bastante violento sobre as crianças. 

Em caso de acidente, a criança que não estiver usando o dispositivo de retenção adequado pode ser deslocada com uma força maior do que o peso do seu corpo. 

Só para você ter uma ideia, em uma freada brusca a 50 quilômetros por hora, uma criança de 10 kg, solta no banco de trás, pode ser arremessada para a frente do carro com um peso correspondente a 250 kg.

A força da batida pode provocar ainda o deslocamento de órgãos internos, ocasionando ferimentos graves. 

É importante lembrar que até os 4 anos de idade, a criança não tem altura adequada nem estrutura óssea suficientemente desenvolvida para usar o cinto de segurança do automóvel. É por isso que ela só estará devidamente protegida na cadeirinha.

2 O que levar em conta para a compra da cadeirinha?

Os primeiros aspectos a serem levados em conta para a compra da cadeirinha infantil são o peso e a altura da criança. 

Afinal, do bebê conforto ao assento de elevação, as determinações do Inmetro para o uso do dispositivo adequado são baseadas nestes critérios.

Também é fundamental que o produto conte com o selo do Inmetro, essa informação garante que ele está em conformidade com o que estabelece o Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade – SBAC.

Outros acessórios importantes para o uso acompanham a cadeirinha, é o caso do manual de instruções, por exemplo. 

É por essas e outras razões que se deve comprar somente produtos lacrados e na embalagem original.

3 Os tipos de equipamentos para o transporte de crianças no carro

Conforme já adiantamos no início do artigo, tudo começa com o bebê conforto. Ele deve ser instalado de costas para o movimento do carro e é o equipamento ideal para os recém-nascidos porque o formato de concha acomoda e protege melhor, até os 9 kg. 

Já dos 9 aos 18 kg, o Inmetro determina que deve ser efetuada a troca do bebê conforto pela cadeira de segurança. 

Neste dispositivo, a criança já fica sentada de frente para o movimento, na mesma posição dos demais ocupantes do veículo. 

Importante estar atento às instruções de cada fabricante, pois alguns modelos de cadeira de segurança suportam até 36 kg. 

Por fim, o assento de elevação é projetado para crianças com peso entre 15 e 36 kg. Este modelo serve para que a criança fique mais alta sentada, ajustando seu centro de massa ao cinto de segurança do veículo.

Com o auxílio do assento de elevação, o cinto do carro consegue passar pelo quadril, centro do peito e meio do ombro. 

São essas partes que, no momento de uma colisão ou freada brusca, poderão suportar o impacto ocasionado pelo travamento das tiras do cinto de segurança, mantendo a criança presa ao banco e livre do risco de ejeção.

4 Quando a criança poderá se sentar no banco da frente?

De acordo com o que determina a legislação brasileira, as crianças só poderão trafegar no banco da frente a partir dos dez anos de idade.

A  exceção são as picapes sem bancos traseiros. E já que estamos falando em picapes de cabine simples, esse é o único caso permitido por lei para colocação da cadeirinha no banco da frente. 

Aqui, é preciso desligar o acionamento do airbag e, da mesma forma que nos bancos traseiros, atar o cinto de segurança.

Viu como a cadeirinha infantil é importante para garantir a segurança do seu filho? Não esqueça que, quando se fala em segurança, os pneus são outro item essencial! 

Aproveite para ler o artigo “PRECISA TROCAR OS PNEUS DO CARRO? FIQUE ATENTO A ESTAS 8 DICAS” e descobrir o porquê.