Pneu Best

4 cuidados com os pneus ao estacionar que você possivelmente não está tomando

Dicas Cuidados com os pneus ao estacionar

Para aumentar a vida útil dos pneus é preciso ter cuidados básicos tanto quando estiver rodando com o veículo, quanto quando ele estiver estacionado.

Já falamos aqui sobre a importância de calibrar corretamente e regularmente os pneus, evitar sobrecarga, fazer rodízio, evitar frenagens e/ou arrancadas bruscas, manter os pneus balanceados e o veículo alinhado. 

Mas, para evitar o desgaste prematuro do item, você deve adicionar outro ponto importante de atenção à sua lista: o dos cuidados com os pneus ao estacionar.

Por que é preciso ter cuidados com os pneus ao estacionar?

Os pneus do carro são formados basicamente por borracha e internamente há uma cinta de metal que garante a resistência, mantendo-o com as dimensões corretas. 

Quando fica por muito tempo estacionado na mesma posição, se é pressionado por obstáculos ou se as condições do piso não são as mais indicadas para a sua permanência, a borracha dos pneus pode sofrer vários tipos de deformações, capazes de comprometer seu desempenho e diminuir a vida útil.

1 Impacto contra obstáculos

Ao estacionar, impactos contra o meio fio podem provocar o rompimento das lonas ou emendas internas, alterando a forma da borracha. 

O que você verá na prática? Surgimento de bolhas (saliências) na parte interna ou externa dos pneus.

Esses impactos também podem fazer aparecer rachaduras nas laterais e elas indicam que a estrutura do pneu pode ter sido afetada.

Tanto as bolhas quanto as rachaduras indicam que o item não deve ser reparado e sim substituído imediatamente.

2 Utilizar a roda como calço

Principalmente quando se estaciona o veículo em um lugar íngreme, o motorista pode ser “tentado” a buscar uma segurança a mais, para além do freio.

Especialistas garantem que virar a roda do meio fio para a calçada não é problema. O problema surge quando a roda é utilizada como elemento de trava mecânica do veículo.

Em situações assim, a roda dianteira acaba sendo obrigada a sustentar todo o peso do carro e, como a conta não fecha, as bandas de rodagem ou lateral podem sofrer deformações, danificando a borracha e os talões do pneu. 

Em alguns casos, conforme a pressão contra o meio-fio, o pneu pode até furar ou estourar. Por isso, ao estacionar em uma descida ou subida, o ideal é virar a roda para o meio-fio, mas sem deixar que o pneu fique encostado. Puxe o freio de estacionamento e deixe o câmbio engrenado em primeira marcha. 

3 Atenção à sujeira

Dependendo do local onde o carro for estacionado, a exposição à sujeira pode ser intensificada.

O acúmulo de detritos nas rodas e pneus pode afetar itens como pastilhas de freios, além de causar danos às rodas e suspensão. 

Na hora da limpeza dos pneus, no entanto, lembre-se de não utilizar produtos químicos que possam comprometer a borracha.

4 Manter o carro estacionado com o pneu murcho

Já abordamos aqui que a combinação entre muito tempo parado e murcho resulta em um aspecto quadrado quando o carro for colocado em movimento novamente.

Para evitar que o item adquira essa forma, a primeira orientação é mudar a posição do veículo a cada dez dias para que a estrutura do pneu não seja afetada.

Outra recomendação dos especialistas é que, para tentar contornar a perda da pressão dos longos períodos parado, os pneus sejam calibrados com a capacidade máxima permitida pelo fabricante. 

Nossa dica final, para completar os cuidados com os pneus ao estacionar, é sempre ter calma. Em baixa velocidade você conseguirá analisar melhor o local e observará com clareza a distância do meio fio, mantendo a vida útil dos pneus do seu carro pelo máximo tempo possível.