Pneu Best

Revisão do carro antes de viajar: entenda o tipo que seu veículo precisa

Dicas revisão do carro para viagem de férias

Pegar a estrada, sem ficar na estrada. Para quem não quer terminar as férias trazendo várias histórias ruins na bagagem, marcar uma revisão do carro antes de viajar é fundamental.

Já falamos aqui sobre os itens que não podem faltar nesse momento. Também enfatizamos os “3 Cuidados com os pneus para a viagem de férias”. 

Hoje a gente quer desfazer um mito: revisão do carro não é tudo igual, existem três tipos diferentes e você precisa conhecer as especificidades de cada um deles.

Tipos de revisão do carro

Prevenir é melhor do que remediar. Esse é um ditado que vale muito para o trânsito. Afinal, em épocas como feriados ou férias, o movimento nas estradas aumenta muito e, junto com ele, os números de acidentes.

Só no feriado de ano novo deste ano, por exemplo, foram 863 acidentes nas rodovias brasileiras, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal.

Quem sabe quantos deles poderiam ter sido evitados por uma (não tão) simples revisão? Aliada às melhores práticas do volante, a revisão do carro antes de viajar pode sim evitar muitos problemas.

Revisão preventiva

Manter o funcionamento do carro sempre em dia. Essa é a principal característica da revisão preventiva.

Aqui as peças são trocadas quando começam a dar sinais de desgaste, evitando estragos, acidentes e fazendo a conta na oficina mecânica ficar menor, já que prevenindo os problemas acabam não são agravados.

Em uma revisão preventiva, itens como suspensão, alinhamento e calibragem dos pneus, fluido de freio, troca de óleo, velas de ignição e filtros estarão sempre na lista.

E como saber qual é o período ideal para realizar uma revisão preventiva? A resposta está no manual do proprietário do veículo, que indica o período ideal entre uma revisão e outra. Geralmente, a orientação é para que as manutenções sejam feitas de 6 em 6 meses ou a cada 10 mil quilômetros rodados.

Revisão preditiva

A revisão preditiva consiste em uma observação e análise prévia feita por um profissional sobre os sinais de fadiga de peças, com potencial para apresentar problemas em breve. 

Aqui está a principal diferença em relação à revisão preventiva: são peças que ainda não apresentaram problemas, mas podem estar prestes a. Nesse caso, os custos costumam ser ainda menores, pois outras peças não terão sido afetadas.

A antecipação da troca de óleo, pastilhas, a calibragem recorrente dos pneus, o alinhamento e o balanceamento do veículo são manutenções que se encaixam bem na categoria preditiva.

Para o conceito ficar mais claro, que tal um exemplo? No manual do proprietário pode ser que você encontre a indicação de que deve trocar as velas a cada 20 mil quilômetros rodados. 

A avaliação de um profissional, no entanto, em uma revisão preditiva, vai dizer se você já deveria ter efetuado a troca 2 mil quilômetros antes ou se pode aguardar ainda 5 mil quilômetros para fazê-la.

Revisão corretiva

Não ter feito uma revisão preventiva ou preditiva não é sinônimo de que sua viagem está perdida. 

Ainda dá tempo de fazer uma revisão corretiva e salvar as férias da família. Aqui, tudo que está com problema, quebrado ou com defeito é corrigido imediatamente.

Esse tipo é o tipo de revisão que normalmente vem sem aviso, provavelmente deixará você mais dias a pé e terá custos maiores envolvidos.

Conseguiu identificar qual tipo de revisão você precisa fazer em seu carro antes de pegar a estrada para a viagem de férias? 

Então não esqueça de escolher uma oficina de confiança e agendar a revisão com pelo menos uma semana de antecedência da viagem. 

Lembre-se de que pode ser preciso, por exemplo, aguardar a chegada de uma peça, por isso o melhor conselho que podemos dar a você é nunca deixar a revisão do carro para a última hora.

Com antecedência você também terá mais tempo para navegar pela loja online da Pneubest e economizar bastante na troca dos pneus, caso esse item tenha sido diagnosticado como troca certa na revisão.